Home

Várias Línguas Nacionais

uma língua oficial para a UE

Dr. Rui Gomes de Alvarenga

 

Em cima a imagem dos túmulos, na Igreja da Graça (Lisboa), do Dr. Rui Gomes de Alvarenga, e de sua esposa D. Melícia de Melo.

 No gótico miúdo e cerrado dos epitáfios podemos ler no túmulo do Dr. Rui Gomes de Alvarenga:

“Aqui jaz o muito prezado Senhor Ruy Gomez de Alvarenga Presidente e Chanceler Mor do Conselho dos muito excelentes príncipes El-Rei D. Duarte El-Rei D. Afonso V e filho do muito honrado Senhor Gomez Moniz de Vasconcelos Chanceler Mor do Conselho do muito poderoso Rey D. João I filho da muito nobre Senhora Cª. Teixra Camareira Mor da muito excelente Princesa e Infanta Dona Isabel Duquesa de Uregonha finouse a xxbiij de Agosto de 1473”.

Dr. Rui Gomes de Alvarenga foi Chanceler Mor (o que atualmente corresponde às funções 1º Ministro) dos reis D. Duarte e D. Afonso V. O seu pai já tinha exercido esse cargo no reinado de D. João I.

Dr. Rui Gomes de Alvarenga, em 29 de Julho de 1452, é nomeado Presidente da Casa da Suplicação o que atualmente corresponde ao cargo de Presidente do Supremo Tribunal de Justiça.

Dr. Rui Gomes de Alvarenga foi agraciado com o título de nobreza de Conde Palatino.

O título de Conde Palatino corresponde à investidura não só com as honras e privilégios correspondentes a um Conde mas também com direitos de soberania ou semi-soberania. No caso, o Rei investiu o Dr. Rui Alvarenga de soberania delegada no que respeita à Administração do Reino e à Justiça.

Dr. Rui Gomes de Alvarenga foi pai de Lopo Soares de Alvarenga, 3ª Vice-Rei da Índia Portuguesa e tio de Pedro Alvares Cabral, o descobridor do Brasil. 

Memorial

Rui